Nike: Just Do It – Bstrong

Nike: Just Do It

É importante frisar que vamos partilhar com vocês a história mais famosa do mundo dos sneakers, a história do grande ícone, a Nike! 
Swoosh da Nike destaca-se na indústria de calçado. Esta grande marca construiu-se através de recomendações de high-profiledesigns elegantes e campanhas de relações públicas bem-sucedidas. Isto foi o suficiente para entrar na história da cultura pop. Para além disso, é importante referir que as parcerias realizadas com o Lebron James, Tiger Woods e Michael Jordan não surgiram do nada.  
Para perceberem melhor como surgiu esta grande marca e qual o seu conceito, a Bstrong decidiu reunir toda a história da Nike. Descubram tudo aqui!

Nike-logótipo-sapatilhas

Fotografia de wu yi, em Unsplash

Nike: O nascer de um ícone 

A Nike começa com a história da Blue Ribbon Sports em 1964. Naquela época, Phil Knight tinha acabado a sua faculdade, na Universidade de Oregon, seguido de uma passagem em Stanford, deixando-o com duas experiências que acabaram por ditar a trajetória do seu futuro.  
Na Universidade de Oregon, Phil participava na equipa de atletismo, o que o colocou em contacto direto com o treinador, Bill Bowerman que, para além de competitivo, era fascinado pela otimização das sapatilhas dos seus atletas, fazendo-o constantemente em modelos diferentes, algo que aprendeu com um sapateiro da localidade.  
Segundo a Nike, Knight foi o primeiro aluno a experimentar uma das sapatilhas de Bowerman. Ao ver Knight como um atleta sem importância para testar esta experiência, Bowerman ofereceu-se para pegar numas sapatilhas de Knight e consertá-las com o seu design personalizado. Este aceitou a oferta e, supostamente, as sapatilhas funcionaram tão bem que o seu companheiro de equipa, Otis Davis, usou este par personalizado para ganhar a medalha de ouro na categoria de atletismo, nas Olimpíadas de 1960. Otis Davis, ainda hoje insiste que, Bowerman fez umas sapatilhas para ele.  
Depois da Universidade de Oregon, Knight passou pelo programa de MBA de Standford, durante o qual escreveu um artigo teorizando que a produção de sapatilhas de running deveria de passar do seu atual centro, Alemanha, para o Japão, onde a mão-de-obra era mais barata.  
Em 1962, Knight teve a oportunidade de testar a sua teoria com uma viagem ao Japão, tendo feito um acordo com um grupo de empresários japoneses para exportar os populares sneakers Tiger do país para os EUA. 
O treinador, Bowerman, acreditava que as sapatilhas alemãs, apesar de serem das melhores do mercado, não eram nada de especial para ser replicado ou até mesmo aperfeiçoado. Sendo assim, apoiou o empreendimento de Knight, tendo sido realizado um acordo comercial de 50/50 pela propriedade da sua nova empresa, a Blue Ribbon Sports, estabelecida em Eugene, Oregon, a 25 de janeiro de 1964.

 nike-primeira-loja

Fotografia de The Olympians, em Segredos do Mundo

História da marca  

Depois de fundar a Blue Ribbon Sports, Knight testou o terreno pra as suas sapatilhas importadas onde, inicialmente, eram vendidas no seu carro quando voltou aos Estados Unidos.  
Em 1965, Bowerman propôs um novo design de sneakers para a empresa de calçados Tiger, que procurava fornecer o suporte certo aos corredores com uma palmilha almofadada, borracha de esponja macia no ante pé e na parte superior do calcanhar, borracha de esponja dura no meio do calcanhar e uma sola de borracha firme.  
O projeto seria um grande sucesso e fonte de conflito entre a Blue Ribbon e o seu fornecedor japonês. Apelidado de Tiger Cortez, a sapatilha foi lançada em 1967 e tornou-se num sucesso instantâneo pelo seu design confortável, resistente e elegante. 
Nesta época de sucesso, ambas as empresas entram em conflitos, pois Knight afirma que a empresa japonesa estava à procura de uma saída do seu acordo de exclusividade com eles, tendo tentado "afundá-los". Por outro lado, a Tiger afirma ter descoberto que a Blue Ribbon Sports estava a vender a sua própria versão do Tiger Cortez sob uma nova linha de sneakers dada pelo nome de “Nike”.  
Seja como for, em 1971 as empresas separam-se. Após esta separação, a Blue Ribbon Sports renomeou-se totalmente como Nike. Phil Knight, inicialmente, queria chamar a empresa de “Dimensão 6”, mas Jeff Johnson, inspirou-se na Nike depois de ver a deusa grega da vitória num sonho. Antes disso, a nova marca precisava do seu próprio logótipo.  
Aqui, entramos no momento em que eles procuram um estudante de design da Universidade Estadual de Portland para fornecer esboços - Carolyn Davidson. Phil Knight, relutantemente, adotou um design swoosh, dizendo: “Bem, eu não gosto muito disto, mas talvez ele cresça em mim”. Em 1983, Phil Knight, aparentemente tendo-se mudado para o logótipo, organizou uma festa para Davidson, onde lhe concedeu 500 ações!

Nike-waffle-trainer-sneakers

Fotografia de CBS News, em Segredos do Mundo  

Depois de entrarem em vigor, a 30 de maio de 1971, a Nike Inc. continuou o sucesso da Blue Ribbon Sports, ajudada primeiro pelo sucesso do Tiger Cortez e depois pelo inovador design exclusivo “Waffle” de Bowerman. O treinador, enquanto tomava o seu pequeno almoço, pensava como iria dar maior tração às sapatilhas de running, quando reparou nos waffles que a sua mulher lhe tinha preparado. Bowerman decide, assim, verter poliuretano derretido na forma do waffle, que não deu em nada, pois esqueceu-se de adicionar, previamente, um antiaderente à forma, e esta nunca mais abriu.  

Porém, com a ajuda de outra forma, conseguiu projetar a sua sola ideal e icónica “Waffle Trainer”. 

Estes sneakers foram um grande sucesso para a Nike, o primeiro de muitos, pois a empresa manteve um crescimento forte e constante. Desde então, a Nike continuou a crescer, ajudada em parte por uma série de campanhas publicitárias bem pensadas, sendo que a mais impactante foi a campanha publicitária “Just Do It” de 1988 (aparentemente inspirado nas últimas palavras do assassino americano, Gary Gilmore, antes da sua execução - “Let’s do it.”). 

 Nike-sapatilhas-imagem

Fotografia de Peter Aroner, em Unsplash 

O que ajudou imenso a Nike a crescer foi, também, o patrocínio com celebridades. Conseguiram atingir grandes atletas, como Tiger Woods, Kobe Bryant e Lebron James. Como é óbvio, o maior patrocínio que a Nike já teve foi com o Michael Jordan. Com o potencial de detetar grandes talentos, a Nike tentou obter o apoio de Jordan, antes do início da sua primeira temporada com os profissionais em 1984. Apesar de nunca ter usado um par de ténis da Nike antes, e ter esperança de um acordo com a Adidas, Jordan acabou por assinar contrato com a Adidas. A Nike, após uma reunião em que prometeu à futura estrela 500.000 dólares por ano, durante 5 anos, dois carros Mercedes e sapatilhas personalizadas para os seus pedidos específicos, conseguiu puxar o jogador para o seu lado. 
Depois de aceitar a proposta, a Nike faturou, com as Air Jordan, mais de 100 milhões em receitas até ao final de 1985. As sapatilhas Air Jordan são, ainda hoje, as "galinhas dos ovos de ouro" para a Nike. Apesar de alguns declínios recentes nas vendas, a marca ainda oferece à empresa um facturamento de 2,8 bilhões (dados de 2018). E Jordan continua a faturar cerca de 100 milhões por ano apenas em royalties da Nike. 

Time Line

1964 – Phil Knight e Bill Bowerman fundaram a Blue Ribbon Sports.  
1971 – Onitsuka Tiger (agora Asics) e a Blue Ribbon Sports separam-se. "Blue Ribbon Sports" passa a ser "Nike Inc", usando o logótipo swoosh criado pela estudante da Universidade Estadual de Portland, Carolyn Davidson. 
1971 – Bowerman cria um padrão único de sola para os Waffle Trainers depois de colocar borracha numa forma de Waffles.  
1979 – A Nike apresenta a tecnologia “Air” patenteada com o novo sapato Tailwind.  
1984 – A Nike assina Michael Jordan, lançando a linha Air Jordan.  
1987 – A Nike lança o anúncio das novas sapatilhas Air Max, definidas como “Revolution”, dos Beatles, tornando-o o primeiro anúncio a usar a música da banda.  
1988 – A primeira campanha “Just Do It” é lançada com o anúncio do ícone de 80 anos, Walter Stack, atravessando a ponte Golden Gate.    
1990 – Primeira loja Nike é aberta em Portland, Oregon.  
1996 – Nike assina Tiger Woods. 
1999 – O co-fundador da Nike Bill Bowerman morre aos 88 anos.   
2003 – Nike assina Lebron James e Kobe Bryant. 
2004 – A Nike adquire a Converse por 309 milhões de dólares. 
2004 -  Phil Knight deixa o cargo de CEO e presidente da Nike, mas mantém o cargo de presidente quando o William D. Perez se torna o novo CEO da empresa.  
2008 – Nike assina Derek Jeter. 
2012 – A Nike torna-se fornecedora oficial de roupas da NFL. 
2015 – A Nike torna-se fornecedora oficial de roupas da NBA. 
 


 
Já sabiam de todos estes pontos, pormenorizados, da história da Nike? Agora que já tomaram conhecimento sobre a história desta grande marca, o que têm a dizer?

Partilhem a vossa opinião, através do nosso handle @_bstrong.pt_ 😉