Stan Smith: Sapatilhas Clássicas – Bstrong

Stan Smith: Sapatilhas Clássicas

Os Adidas Stan Smith são, nos dias de hoje, as sapatilhas mais populares da marca, um modelo que já faz parte da história da Adidas. Nasceram no início dos anos 60, originalmente pensadas para o ténis, mas nem sempre se chamaram “Stan Smith”. Todos nós conhecemos este modelo, mesmo que nunca o tenhamos adquirido, já ouvimos falar nele, mas poucos são os que conhecem a verdadeira história destes sneakers.   
Faziam ideia que houve uma paragem de produção destas sapatilhas? Ou que até 1994 foram vendidos milhões de pares? Já pensaram quantos milhões de pares de Adidas Stan Smith foram vendidos? 
Descubram mais sobre este modelo versátil aqui!

sapatilhas-stan-smith-adidas 
Fotografia de Mnz, em Unsplash

O Nascimento de um ícone 

A história desta lenda remonta-nos para os anos 60, quando Horst Dassler, o filho de um dos fundadores da marca Adolph “Adi” Dassler, teve a ideia de criar um modelo de sapatilhas revolucionário. Até ao momento, todas as sapatilhas para ténis eram feitas com uma parte superior em canvas, mas ele queria desenvolver o primeiro par em couro, com uma sola de borracha e uma entressola sintética.  
Assim começaram a ser pensados os Adidas Stan Smith.  
Porém, se acham que este foi o seu primeiro nome, estão enganados. Na altura do seu lançamento, a marca queria que estas sapatilhas fossem associadas a um grande nome no mundo do ténis, um jogador que estivesse a causar furor. Foi então escolhido o tenista francês Robert Haillet e este modelo passou então a chamar-se “Adidas Robert Haillet”. De repente estas Adidas tornam-se o modelo preferido dos jogadores. Tal como os Adidas Superstar, outro modelo icónico da marca que causou alarido entre os jogadores de basquetebol, a parte superior em couro proporcionava mais suporte, evitando tornozelos torcidos e outras lesões.  
Algo que também contribuiu para o sucesso das sapatilhas Stan Smith, foi o facto de o seu lançamento ter coincidido na altura em que o desporto se popularizou. Em 1968, o Wimbledon perdeu o estatuto exclusivo de amador e começou a Open Era, o que levou os jogadores a procurar patrocinadores. 

logo-stan-smith-adidas 

 Fotografia de Mister James, em Unsplash 

Stan Smith Adidas 

Em 1971, poucos anos depois do lançamento das sapatilhas, o tenista Robert Haillet retirou-se do mundo do ténis, tendo-se tornado um representante de vendas da Adidas em França. Neste momento, a marca precisava de associar o modelo a outro jogador de renome, continuando o legado de Haillet. Donald Dell sugeriu a Dassler um dos seus clientes: o campeão americano Stan Smith, cuja fama crescia a olhos vistos.   
No passado, Smith já tinha colaborado com a Converse e a Uniroyal, mas este contrato com a adidas era diferente, e foi isso que o levou a aceitá-lo. Esta também foi uma maneira ótima da Adidas entrar e prosperar no mercado norte-americano.  
Apesar de a Adidas e o jogador terem unido forças em 1971, só em 1978 é que o nome das sapatilhas foi oficialmente mudado para Adidas Stan Smith. Tendo sofrido algumas alterações, até esse ano, para proporcionar mais suporte aos jogadores. O modelo atual contava com um calcanhar verde, agora com o logo da marca e o nome do tenista, assim como uma língua com o retrato e assinatura do jogador. Estas sapatilhas eram, originalmente, produzidas em França. Os modelos originais ainda são bastante procurados pelos maiores sneakerheads que querem adicioná-las à sua coleção vintage.  
A partir do momento em que o nome mudou, as vendas dispararam! Toda a gente queria ter os Adidas Stan Smith nos pés e fazer parte desta grande história, incluindo os adversários do jogador. Aliás, Stan Smith chegou a dizer “Fiquei muito chateado na primeira vez que perdi um jogo contra alguém que estava a usar as minhas sapatilhas”.  

Dos campos para o Streetwear  

Durante a década de 80, a tecnologia relacionada com sapatilhas começou a desenvolver-se e as Stan Smith começaram a perder popularidade nos campos de ténis. Porém, começaram a ganhar nome como sapatilhas fashionable, porque eram perfeitas para completar qualquer look casual. Em 1994 já tinham sido vendidos mais de 23 milhões de pares em todo mundo! Em 2016, o valor já rondava os 50 milhões.  
Mais tarde, a adidas lançou os Stan Smith II. Esta era uma versão com uma língua mais grossa, mais enchimento no calcanhar e sem o retrato do tenista. Em 2008, era possível comprar uma réplica do clássico, as Stan Smith 80s. Para dar um look vintage a este modelo, a Adidas adicionou-lhe uma sola e cordões amarelados e uns toques de cor no calcanhar e na parte superior. 

Adidas-Stan-Smith-verde 
Fotografia de Hamza Nouasria, em Pexels  

O regresso de um clássico  

Em 2011, apesar de os Adidas Stan Smith terem estado muitas vezes nas prateleiras das lojas e serem procuradas por grandes nomes da moda, no final desse ano, a marca queria uma mudança e, por isso, durante 20212 e 2013 não foi produzido um único par de Stan Smith. Claro que o tenista resistiu, mas rapidamente se apercebeu que a Adidas sabia o que fazia. Ao retirar as sapatilhas do mercado, a marca criou uma necessidade. 
A 14 de janeiro de 2014 o ícone estava de volta. Para criar mais hype em torno deste (re)lançamento, várias celebridades, como Ellen Degeneres, receberam pares personalizados destas sapatilhas. Chegaram até a fazer parte de uma capa da Vogue nos pés de Gisele Bundchen. Mas, nesta altura, não encontravam os Adidas Stan Smith à venda em qualquer lugar. Só estavam disponíveis em lojas pop-up e mais exclusivas, apesar de manterem o mesmo preço de anteriormente.  
É seguro dizer que os Adidas Stan Smith solidificaram o seu lugar no top de sapatilhas mais procuradas e usadas. Por estarem há tanto tempo no topo, existe toda uma geração que não sabe que foi um tenista bem-sucedido a dar-lhes nome. O próprio Stan Smith chegou a lançar um livro intitulado “Some people think I’m a shoe!” (Algumas pessoas pensam que sou um sapato!”).  
Considerado um must-have em qualquer coleção, porque para além de confortáveis, são umas sapatilhas que podem ser combinadas com qualquer outfit. Nos dias de hoje, é possível ver homens e mulheres a combinar estes sneakers com fatos clássicos, para dar um toque mais casual ao look.  


Depois de descobrirem a verdadeira história dos Adidas Stan Smith, podem adquirir estes sneakers icónicos e clássicos para homem, mulher e criança em bstrong.pt.