Sneakerheads: Uma Cultura Intemporal – Bstrong

Sneakerheads: Uma Cultura Intemporal

O termo Sneakerheads, refere-se aos adeptos da cultura urbana sneaker, do inglês dos EUA “sapatilhas”. A maioria dessas pessoas são jovens apaixonados por sapatilhas exclusivas e com personalidade, mas atenção que não são uns sneakers quaisquer. 
Esse termo surgiu nos anos 60, na Europa, Japão e Estados Unidos, onde chegavam a ser distribuídos alguns lançamentos especiais. 
Já nos anos 70, as marcas chegavam a fornecer os sneakers mais raros para influencers das cidades americanas. 
Nesta cultura encontramos colecionadores de sapatilhas ou artistas que personalizam os seus artigos. Os Sneakerheads são fanáticos por modelos praticamente exclusivos. Isso porque, quanto mais raros, mais valiosos eles são.

Adidas-Yeezy-sneakers

Fotografia de David Lezcano, em Unsplash  

Nos anos 90 e 2000, o termo Sneakerheads espalhou-se pelo mundo todo. Inicialmente, as sapatilhas usadas pelos Sneakerheads foram criadas com o objetivo de atender as necessidades de atletas, dependendo do desporto em questão, como por exemplo, o basquetebol e o ténis. Entretanto, depois de serem expostos à grande media por meio de grandes nomes desses desportos, eles acabam por ser um sonho de consumo para muitos indivíduos.  
Com isso, grandes marcas começaram a entrar neste mercado, e assim surgiram sneakers como Air Force 1 e Air Jordan, modelos ainda disponíveis aqui na BStrong 
Uma das principais marcas do segmento nos Estados Unidos é a Jordan, que pertence ao ex-jogador de basquetebol Michael Jordan.
Mas na verdade, e o que poucas pessoas não sabem, é que esta cultura começou graças à cultura hip-hop. É possível, nos videoclips de grandes músicos, vermos a serem destacados vários modelos de sapatilhas, como por exemplo, no grupo Run-DMC foi realizada uma música a falar sobre os Adidas Superstar, "My Adidas". Este tema é mencionado no artigo de blog anterior "Adidas: do Desporto ao Streetwear". 

fotografia-nike-Air-Jordan-sapatilhas
Fotografia de Chris Henry, em Unsplash   

Como surgiu a cultura sneakerhead? 
As empresas como a Nike, a Adidas e a Puma, acabaram por perceber o fenómeno que esta cultura começou a ter na sociedade, dando início ao lançamento de produtos com edições limitadas e até mesmo exclusivas. Isso estimulou os consumidores apaixonados por sapatilhas a adquirirem calçados bem mais raros e caros. 
Este processo iniciou-se nos anos 80. Contudo, atualmente, existem lojas especializadas em vender as edições de lançamento das marcas famosas. Ou seja, lojas que vendem sapatilhas quase exclusivas para colecionadores.  
Os ténis confecionados com materiais diferentes ou de valor elevado são os mais disputados pelos sneakerheads. Os modelos exclusivos, com histórias interessantes, são os que possuem os valores mais altos.  
Há quem apenas use as sapatilhas para demonstrar o seu estilo ou a sua atitude, mas também existe colecionadores deste tipo de calçado, que gastariam valores exorbitantes para adquirir o mais novo lançamento.   
Sendo assim, as marcas têm vindo a trabalhar o lançamento de produtos diferentes e modelos exclusivos para aumentar, cada vez mais, os amantes e colecionadores destes modelos.

Air-Jordan-Nike-Sneakers
Fotografia de Nelson Ndongala, em Unsplash  

Tipos de Sneakerhead  
Assim como noutras culturas, existem alguns tipos de sneakerheads e cada um tem a sua particularidade: 
Sneakernerd – Como o nome indica, é um nerd sobre os sneakers. Procura sempre saber de todas as informações do modelo, história, ano, inspiração, detalhes técnicos e para quem foi produzido. Retém toda a informação daquele modelo específico! 
HighEnd – Aprecia o luxo. Normalmente só compra sapatilhas de marcas luxuosas, além de muitas vezes conjugarem outfits completos. 
Despreocupado – Este é o sneakerhead que usa aquele modelo raro, mas não dá grande importância a isso. Não está preocupado com os detalhes ou valores. Apenas quer usar os seus ténis à vontade. 
Hypebeast – Gosta de tudo que é tendência, não importa o preço. O que o diferencia do HighEnd é que o Hypebeast não compra apenas marcas luxuosas.  
Colecionador – Coleciona todo o tipo de sneaker, procurando sempre por modelos mais exclusivos. Além disso, não vende os seus modelos e tem sempre um cuidado especial com cada um deles, mantendo-os intactos.  
OG – Um apaixonado dos modelos clássicos. Prefere os tradicionais e não muito coloridos. E não apreciam muito mudanças.  
Fashionistas – Um sneakerhead preocupado com a moda, sempre a ver o que é tendência. O look precisa estar todo a combinar, sem falhas, e procura um sneaker que complete aquele outfit. Não se preocupa com informações sobre o artigo, o que interessa é estar na moda. 
 
 
Agora que conhecem mais sobre esta cultura, identificam-se com algum tipo de sneakerhead aqui mencionado? Partilhem connosco, através do nosso handle @_bstrong.pt_, a vossa coleção de sneakers!
E não se esqueçam que nos próximos dias 8, 9 e 10 de outubro, a BStrong, juntamente com a CREP e a Adidas, vão estar a oferecer uma data de prémios na loja BStrong do MarShopping! Celebrem connosco o Sneakers Day e aproveitem todas as ofertas que temos para oferecer! 

Encontramo-nos no nosso ponto de encontro. Até já!